Média °C
a

MENU
  

NOTÍCIAS

20/03/2019

Sopelsa é eleito coordenador da Frente Parlamentar do Cooperativismo

Influenciar políticas econômicas para o setor agropecuário e garantir o espaço para debates, adoção de medidas e para o enfrentamento das demandas em busca de soluções, incentivos e subsídios ao cooperativismo catarinense são os principais desafios citados pelo coordenador da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop/SC), deputado Moacir Sopelsa (MDB), durante o lançamento oficial do movimento, nesta terça-feira, 19. A frente tem caráter suprapartidário e 20 deputados aderiram a ela para a gestão 2019-2020.



O evento contou com a participação de lideranças do setor cooperativista e parlamentares. O diretor-executivo da Fecoagro (Federação das Cooperativas Agropecuárias de Santa Catarina), Ivan Ramos, destacou a importância do apoio político da Alesc ao setor e lembrou que todas as ações de desenvolvimento passam pelo meio político. Sopelsa, que apresentou requerimento para o lançamento da frente, foi eleito coordenador por unanimidade.

O parlamentar enfatizou que o segmento cooperativista é considerado exemplo de ação que deu certo em Santa Catarina e por isso precisa de apoio. “É necessária a mobilização do parlamento em defesa do setor.” Ele observou que além do agronegócio, setor que está vinculado, o cooperativismo abrange setores como educação, transporte, saúde, educação, entre outros. Todos os 40 deputados apoiaram o requerimento de lançamento da frente.



Cooperativismo
O cooperativismo catarinense, segundo dados da Organização das Cooperativas de Santa Catarina (Ocesc), cresceu 2,67% no ano passado e alcançou o maior faturamento da história: R$ 32,6 bilhões. Em 2017, 294,7 mil pessoas entraram para o cooperativismo, aumento de 8,59% ante 2016. Atualmente, são 2,3 milhões de associados em 263 cooperativas espalhadas por Santa Catarina.



Integram a Frencoop/SC:
Moacir Sopelsa – coordenador
José Milton (PP), Romildo Titon (MDB), Marlene Fengler (PSD), Milton Hobus (PSD), Altair Silva (PP), Dr.Vicente Caropreso (PSDB), Valdir Cobalchini (MDB), Fernando Krelling (MDB), Jair Miotto (PSC), Maurício Eskudlark (PR), Nilso Berlanda (PR), Sergio Motta (PRB), Fabiano da Luz (PT), Neodi Saretta (PT), Padre Pedro Baldissera (PT), Nazareno Martins (PSB), Coronel Onir Mocellin (PSL), Felipe Estevão (PSL), Sargento Lima (PSL).
.




Fonte: Agência ALESC


..