Média °C
a

MENU
  

NOTÍCIAS

11/09/2019

Delegação do Sicoob SC/RS realiza viagem de estudos e intercâmbio na Alemanha

Uma delegação de 28 pessoas de 13 cooperativas e do Sicoob Central SC/RS, e que incluiu um dirigente do Sistema OCESC - SESCOOP/SC, esteve na Alemanha de 16 a 24 de agosto para um intercâmbio de visitas guiadas à Academia de Cooperativas Alemãs e à instituições cooperativas como DZ Bank, Volksbank Dill-Lahn e Volksbank Köln. A viagem teve o apoio do SESCOOP/SC.



A delegação do Sicoob SC/RS teve uma visão geral sobre o setor cooperativista alemão, os desafios e estratégias para as cooperativas germânicas e informações sobre estrutura de governança, unidades de negócios, gestão estratégica e programas de filiação. Também visitaram a Associação das Cooperativas dos mais antigos viticultores do país.



Segundo Daniele Goss Uncini, diretora executiva do Sicoob Credisserrana, “a lição que fica é que não precisamos levar os mesmos 150 anos que eles levaram para fazer algumas ações importantes de crescimento e de eficiência. A história dos outros países nos direciona para aquilo que nos espera no futuro. Podemos nos preparar na questão da retenção de talentos, por exemplo, uma preocupação que ficou bem clara para mim”, afirmou. Além disso, acrescentou, “também devemos voltar o olhar para a eficiência e dessa forma aprendermos a fazer mais com menos. Foi o primeiro intercâmbio que eu fiz e recomendo porque nos faz pensar muito em nossa atuação como gestores e diretores”.



Para o presidente do Sicoob Crediaraucária, Elmo Meurer, “a Europa está sempre se desenvolvendo, está sempre na frente, e nós temos que buscar nosso conhecimento fora do nosso País e da nossa zona de conforto. É um aprendizado que será útil para a nossa cooperativa e todos os colegas cooperativistas”, assinalou. “Com certeza voltamos para o Brasil com uma nova forma de trabalho e uma nova visão a respeito do que estamos fazendo certo e o que estamos fazendo errado. Afinal, sempre há tempo para aprimorar o que se faz”, concluiu.



O superintendente da OCESC e SESCOOP/SC, Neivo Luiz Panho, disse que “o Brasil tem muito a aprender, especialmente porque a matriz legal e prática do cooperativismo de crédito é muito parecida com aquilo que a Alemanha nos apresenta. Por isso, viajar até o país para entender, conhecer e testemunhar essa evolução é muito importante. Além disso, também é uma oportunidade para perceber as evidentes diferenças na realidade entre os países e levar isso para a prática. O cooperativismo de crédito alemão já se consolidou na história. Agora, eles vivem um momento especial com relação à remuneração do capital: o juro está ficando negativo e há dificuldades para se manter em equilíbrio de receita e despesa. Isso é diferente para nós. O Brasil ainda cresce e tem uma possibilidade de crescimento, tanto na horizontal quanto, em alguns momentos, na vertical. Por isso, esse grupo que participou do intercâmbio levará esses ensinamentos e conhecimentos para o dia a dia do nosso setor e transformá-los em negócios favoráveis a seus cooperados”.




Fonte: Confebras – com acréscimo do Sicoob Central SC/RS e OCESC


..