Média °C
a

MENU
  

NOTÍCIAS

28/10/2021

SESCOOP/SC abordou impactos das Fake News como tema de palestra online

É #FAKE! Com certeza muitas pessoas já se depararam com essa mensagem na mídia algumas vezes. Mas, exatamente, o que é Fake News? Como ela surge? Como deve ser combatida? Quais suas implicações legais? Para orientar sobre esses questionamentos, o SESCOOP/SC realizou, na última quarta-feira (27), palestra online com o tema "Fake News: a responsabilidade de quem compartilha”.



A professora e pesquisadora do assunto, Eliana Loureiro, conduziu a palestra, com o objetivo de informar sobre os impactos das Fake News no ambiente corporativo e as questões legais que envolvem o compartilhamento de informações falsas.  Eliane iniciou a apresentação ao definir Fake News como "notícias intencionalmente e verificadamente falsas, e que podem enganar os leitores".



Para contextualizar o conceito, Elaine, lembrou da declaração da Organização Munidial da Saúde (OMS) que, em março de 2020, definiu como “infodemia” a quantidade de informações falsas que circulavam com relação à pandemia de Covid-19. "A informação se tornou democrática e não mais se recebe notícias só das grandes mídias, mas de diversas fontes não confiáveis, não confirmadas e não verificadas, que se utilizam, muitas vezes, de uma conexão emocional para convencer as pessoas”, ressaltou.



Eliane também abordou as possíveis implicações legais nos casos de compartilhamento de Fake News. Segundo ela, na esfera civil, pode acarretar indenização reparatória. Já na esfera criminal, pode ser enquadrada como crimes contra a honra (injúria, calúnia e difamação). E concluiu com um alerta: "Se a Fake News for compartilhada pelos canais oficiais de uma empresa, ela também poderá ser responsabilizada e sofrer as penalidades prevista em lei. Fake News nada mais é do que uma história. Se for bem escrita, podemos ser manipulados por ela".




Fonte: Assessoria de Comunicação Interna do Sistema OCESC