Média °C
a

MENU
  

NOTÍCIAS

27/09/2017

Artigo - Sescoop/SC: há 18 anos fortalecendo as cooperativas catarinenses

Talvez as pessoas não tenham uma compreensão clara deste fato, mas, as cooperativas estão cada vez mais presentes na vida de todos nós. No alimento que ingerimos, na assistência médica que recebemos, na roupa que vestimos, nos serviços que contratamos – as cooperativas estão em todas as áreas. Com mais de 2 milhões de cidadãos cooperados (associados em cooperativas), podemos afirmar que, consideradas as famílias, mais da metade da população barriga-verde está diretamente envolvida com o cooperativismo.



Nos mercados onde atuam, as cooperativas precisam ser eficientes e competitivas como as empresas mercantis porque a beleza e a importância social de sua doutrina não as protegem dos rigores e da hostilidade própria da competição. Para amadurecer e profissionalizar as cooperativas surgiu em Santa Catarina, há 18 anos, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/SC). Atuando nas áreas de formação profissional, promoção social e monitoramento, tem importância singular na difusão da cultura cooperativista. O Sescoop é uma entidade integrante do “Sistema S”, mantida com recursos de natureza pública com gestão privada.



Na busca desse desiderato foram investidos, somente no ano passado, R$ 21,3 milhões de reais para ações de formação profissional, promoção social e outras atividades, num total de 1.909 eventos, que atenderam 125.533 pessoas – entre associados, empregados e dirigentes de cooperativas. Os principais programas agem nas linhas de formação e capacitação profissional, promoção social, monitoramento e desenvolvimento de cooperativas, ações centralizadas, ações delegadas, auxílio educação, programa Cooperjovem, programa jovens lideranças cooperativistas (JovemCoop), mulheres cooperativistas, jovem aprendiz, programa de desenvolvimento da gestão de cooperativas (PDGC), formação para conselheiros administrativos e fiscais para cooperativas de crédito (FORMACRED), monitoramento e auditoria em pequenas cooperativas etc.



A evolução com sustentabilidade das cooperativas deve-se muito à atuação do Sescoop, que prioriza o quinto princípio do cooperativismo mundial – educação, a formação e a informação. Educação e cooperativismo formam um binômio inseparável especialmente porque se adota, hodiernamente, o conceito pleno da educação continuada.



Dirigentes, conselheiros, associados e suas famílias são o público-alvo da educação cooperativista que tem como matéria-prima do conhecimento todos os temas da atualidade, desde a doutrina, a legislação, o mercado, a economia nacional, até os desafios da transnacionalização da economia e da competição global, passando pela inovação e atualização tecnológica, aperfeiçoamento profissional dos cooperados etc. Com trabalho, atualização e aperfeiçoamento, assim caminha o cooperativismo catarinense.




Fonte: Assessoria de Imprensa


..